quinta-feira, 26 de março de 2009

Amy Winehouse e Mark Ronson juntos novamente.


Amy Winehouse não pensou em fazer outra coisa após gravadora rejeitar o seu novo material: foi atrás do produtor Mark Ronson. O rapaz trabalhou com Amy no aclamado Back To Black, de 2007. Segundo o jornal The Sun (sempre eles) a cantora teria dito ao produtor para salvar o seu novo disco, recusado pela Island Records.

Ronson e Amy trabalharam juntos, pela última vez, quando ela tentou gravar a música-tema do último filme da saga de James Bond, o 007 - Quantun of Solance. Devido aos muitos problemas em que Amy estava envolvida (principalmente com drogas), os produtores do filme desistiram da sua contribuição e chamaram Alicia Keys e Jack White para abrir o filme de Bond. Na época, Mark Ronson chegou a declarar que era impossível trabalhar com a cantora naquele estado e que só o faria novamente quando ela estivesse bem. Finalmente essa hora parece ter chegado.


Por enquanto, nada se sabe sobre o novo disco de Amy Winehouse, apenas que em maio, a cantora fará um show em Londres, no Shepherds Bush Empire.




Enquanto o disco não vem, veja uma parceira entre os dois em "Valerie":



quarta-feira, 25 de março de 2009

Green Day lança disco no dia 15 de maio.



Falta pouco para o Green Day colocar nas lojas o sucessor de American Idiot, de 2004. A banda anunciou para o dia 15 de maio o lançamento oficial de 21st Century Breakdown. Billie Joe por diversas vezes veio a imprensa divulgar que o novo álbum seria político, falou para as pessoas terem cautela com Obama, mas nunca revelava a data em que o mundo escutaria o novo álbum.


O novo álbum foi produzido por Butch Vig, e antes do lançamento, no final de abril, a banda deve lançar o single "Know Your Enemy". Em julho, o Green Day deve sair em turnê pelo Estado Unidos e depois Europa. Nenhuma data foi revelada. Esses detalhes foram divulgados no site oficial do trio.


21st Century Breakdown
, será temático e dividido em três partes, contando a história do casal Christian e Gloria. "East Jesus Nowhere", "21 Guns" e "Restless Heart Syndrome" são nomes de algumas faixas. Além é claro da faixa-título que já vazou.

Elvis Costello lança CD em junho.



O cantor Elvis Costello marcou para o dia 1º de junho o lançamento de seu novo CD, intitulado Secret, Profane and Sugarcane. O álbum foi gravado em três dias no estúdio Sound Emporium, em Nashville. A produção é de T Bone Burnett.

Costello liberou o track-list e outras informações do álbum em seu site oficial e afirmou que ele será acústico. Para buscar esse formato, Elvis fez parcerias com músicos nortte-americanos. do country e bluegrass.

O disco terá 13 faixas, dentre elas "I Felt the Chill" composta em parceria com Loretta Lynn. Secret... terá também uma música já gravada na voz de Johnny Cash, a faixa "Hidden Shame". A derradeira faixa de Secret, Profane and Sugarcane é "Changing Partnes", considerado um clássico absoluto norte-americano, muito popular com Bing Crosby.

Confira o track-list aqui.

NIN e Jane's Addction dão EP em site.



Não é novidade pra ninguém que Nine Inch Nails e Jane´s Addiction irão sair em turnê juntos pelos Estados Unidos, mas uma novidade pegou muitos fãs de surpresa nessa semana. As bandas lançaram um site intitulado NIN|JA 2009 pra divulgar a turnê e ainda colocaram lá mesmo o download gratuito de um EP com faixas das duas bandas. Para baixar, basta digitar o seu email e confirmar.

Ao todo, cada banda sedeu duas faixas para o projeto e ainda colocaram duas músicas do Street Sweeper, nova banda de Tom Morello, que abrirá a turnê. Os shows começarão no dia 8 de maio e ao todo serão 22 apresentações.


Para baixar, clique aqui.


Confira o track-list:
  1. "Chip Away" (Jane's Addiction)
  2. "Not So Preety Now" (Nine Inch Nails)
  3. "Clap For The Killers" (Street Sweeper)
  4. "Whores" (Jane's Addiction)
  5. "Non-Entity" (Nine Inch Nails)
  6. "The Oath" (Street Sweeper)

segunda-feira, 23 de março de 2009

Amy se apega ao reggae e gravadora não gosta.




Vamos esquecer um pouco dos escândalos de Amy Winehouse e falar de sua música. Como? Também têm problemas na música? É o que afirma o tablóide inglês The Sun, segundo o mesmo, nada vai bem nos preparativos para o sucessor de Back to Black, lançado em 2007.

O jornal revela que a gravadora da cantora, Island Records, não teria gostado das novas composições de Amy. Compostas nas férias da cantora em uma ilha do Caribe, as novas músicas estão sob uma forte influência do reggae. Winehouse gravou tudo e mostrou a demo aos executivos. Além de ter uma estrutura reggae, as músicas tem um tom muito sombrio tanto na letra, quanto nas melodias.


Uma Amy Winehouse rasta e sem o soul que a consagrou, não agradaram em nada a Island Records. Além disso, vale lembrar que o produtor Mark Ronson - que trabalhou com Amy em Back to Black, não participará das gravações desse novo disco.

quinta-feira, 19 de março de 2009

Placebo libera single em site oficial.




Depois de divulgar os detalhes do disco Battle For the Sun, a banda colocou pra download gratuito em seu site oficial, o primeiro single (capa acima) do disco, a faixa-título. Pra fazer o download basta acessar este link e preencher uns dados.
Se depender do single, as espectativas pelo novo projeto são das melhores.

A música "Battle For the Sun" não foge muito ao estilo do Placebo, mas tem uma letra fácil de cantar e um refrão muito bom. É nítido um tom mais "otimista". Gostei bastante.


A banda que permanceu por 12 anos na Virgin, selo da EMI, vai lançar o sucessor de Meds, de 2006, no dia 8 de junho, pela gravadora europeia PIAS (Play It Again Sam). A produção de Battle For the Sun ficou por conta de David Bottrill (que já produziu NIN, Muse e Silverchair).


Ouça "Battle For the Sun":



Arctic Monkeys divulga vídeo com música nova e cover de Lady GaGa.



A banda Arctic Monkeys divulgou um vídeo em seu canal oficial pelo YouTube falando das novidades do novo disco. O vídeo gravado durante as gravações do novo lançamento em estúdio de Londres. Durante o vídeo, a banda brinca e faz uma cover da música "Poker Face" da cantora de electro-pop Lady GaGa. Ainda no vídeo, os caras tocam uma música de sua autoria, até então inédita. O detalhe é que nessa música há participação de um tecladista. Será que esse será mais uma novidade no novo disco do Arctic?

Além de brincarem frente às camêras, o baterista Matt Helders - narrador do vídeo, afirma que falta pouco pra finalizar o álbum. As faixas que ainda não foram terminadas, serão finalizadas em Nova York. Enquanto isso eles vão ensaiando. Segundo Matt, eles não sabem quantas canções serão gravadas, "mas chegamos a escrever algumas músicas bem diferentes das que já fizemos, nas sessões no deserto com o produtor Josh Homme. Será algo interessante", revela. Helders ainda promete liberar mais vídeos em breve.

A data e o nome do novo disco não foram citados em nenhum momento.



Veja o vídeo:




Madonna lançará coletânea, músicas inéditas podem ser incluídas.




A cantora Madonna se prepara pra lançar mais uma coletânea com seus hits. O lançamento, que será o quarto do tipo na carreira da cantora, está programado pra ser lançado em setembro. Sendo assim, o CD encerra o contrato com a gravadora Warner que durou 25 anos. Mas não é apenas isso, a seleção de sucessos contará, também, com faixas inéditas da cantora.

Segundo a assessora da pop star, Liz Rosenberg, todos os formatos serão usados para o lançamento. Já o empresário de Madonna, Guy Oseary, tem consultado os fãs da cantora pelo Twitter, pra saber quais faixas devem fazer parte da coletânea. Quase nos mesmos moldes do que fizeram com a última seleção de sucessos do ex - ou não, rei do pop, Michael Jackson.



Veja o vídeo de "Miles Away":


terça-feira, 17 de março de 2009

Placebo lança novo disco em junho.


O grupo Placebo se prepara para lançar um álbum ensolarado. Pra quem acompanha a carreira da banda, essa informação pode parecer absurda, mas não é. No dia 8 de junho os ingleses vao colocar no mercado o seu sexto trabalho de estúdio, intitulado Battle For the Sun. Será o primeiro sem o apoio da gravadora Virgin, com quem não renovaram contrato. Em entrevistas à NME, os integrantes confirmam o que o título já indica, será o primeiro trabalho otimista da banda. Então esqueçam aquele clima cinza de toda a carreira do grupo. Eles estão indo de encontro à luz.

Battle For the Sun foi gravando em Toronto, no Canadá sob a produção de Dave Bottrill e mixagem de Alan Moulder (que tem bandas nebulosas como My Bloody Valentine e Nine Inch Nails no currículo). Mas não é só a luz as novidades do Placebo para 2009. lHouve mudanças na formação. Steve Hewitt que era responsável pelas baquetas do grupo desde 1996, foi trocado por Steve Forrest. Até aí tudo bem, o que tem impressionado a mídia especializada é idade do novo baterista, de apenas 22 anos e pouca experiência.

O vocalista Brian Molko, revelou em entrevista para a NME, que o Placebo gravou um disco "sobre a vida e oato de viver. Ele fala sobre sair da escuridão e ver a luz", afirma. Molko está cheio de espectativas para essa nova fase. "Estou muito otimista com relação ao futuro. Estou em um estado de espiríto muito positivo. É muito animador. Ainda há muitas coisas na vida de um velho cachorro", finalizou. O álbum, como já foi dito, será o primeiro sem o aparato de uma grande gravadora (Virgin), e vai ser lançado pelo próprio selo do grupo.

O último lançamento de estúdio do Placebo, foi o nada otimista Meds, de 2006. E fica uma pergunta intrigante: será que um Placebo iluminado vai dar certo? Em junho teremos uma resposta.

Enquanto junho não chega, veja a banda tocando "Song to Say Goodbye" no programa Altas Horas:

segunda-feira, 16 de março de 2009

Novo clipe do Franz Ferdinand




O novo clipe dos escoceses do Franz Ferdinand para o single "No You Girls", já está disponível na página oficial do grupo no MySpace. A música está presente no bom disco Tonight: Franz Ferdinand, lançado nesse ano.

O vídeo assim como vários da banda é cheio de referências cult. Com uma ideia simples, rodado todo em um só estúdio, o clipe é bastante criativo, colorido e insinuante em alguns momentos. Vou parar de descrever e tire você mesmo suas próprias conclusões logo abaixo:


5ª temporada de Lost já tem data pra acabar.



A quinta temporada de Lost nem bem começou e já tem data pra acabar. A temporada que se encontra no oitavo episódio nos Estados Unidos, deve acabar no dia 13 de maio. E não vai ser um final qualquer, será dois episódios na íntrega o 5x16 e 5x17. As informações são de um dos blogs brasileiros especializados na fantástica estória da ilha, o Dude, We Are Lost.

Os episódios já tem até título, "The Incident" ("O Incidente"). Pelo nome, deve deixar um bom gancho para a temporada final que deve rolar no ano que vem. O que será esse incidente? Lá no Dude, o pessoal fala até em purgatório.


Como maio ainda está longe, essa semana a ABC exibe o episódio 5x9 "Namastê". Após uma semana de pausa. Veja a promo abaixo:





sexta-feira, 13 de março de 2009

4º ano de Prison Break estreia em canal alternativo no Brasil



Estreiou ontem (12) na TV pada do Brasil ,o ano derradeiro de Prison Break. Mas muitos fãs da saga de Michael Scofield e Lincoln Burrows encontrarão problemas para acompanhar o ano final de Prison. Tudo isso porque a FOX jogou a série para o canal FX que também pertence a ela, mas que tem acesso limitado pra quem apenas assinou o pacote completo de programação. Além disso, o canal FX é conhecido por tirar os programas do ar no meio da temporada sem qualquer aviso prévio. Ou seja, a galera do pacote básico da TV fechada, ficará a ver navios. Ainda bem que o RMVB está cada vez mais difundido.

A quarta e última temporada de Prison Break é cheia de revelações e contém a perseguição incansável do componente Scylla. Se Michael e sua trupe a encontrarem serão livres de todas as acusações. Esse será o fio condutor do emocionante ano final de Prison Break.

Pra quem tem o canal FX no pacote, Prison Break vai rolar toda quinta às 22h. A reprise rola aos domingos às 11h.


Veja a promo da 4ª temporada:

Radiohead: novas músicas e show na Globo Sat.



A banda Radiohead (que estará no Brasil na próxima semana), já está preparando novas canções. Em entrevista para a BBC, Ed O'Brien informou que já estão trabalhando em novas músicas, mas que ainda não estão a todo vapor devido a turnê do disco In Rainbows.


Show de São Paulo pela Multishow

O canal pago que pertence a Globo Sat, o Multishow, transmitirá um dos o shos do Radiohead que acontecerá no Brasil, semana que vem. O show na cidade de São Paulo, que acontecerá no dia 22 (um domingo) foi escolhido pela emissora para ser levado ao conforto do lar de sua audiência. A turnê de In Raindows será dentro do festival Just a Fest, que conta com a abertura da banda Los Hermanos, que voltou especialmente pra esse festival, e com o Kraftwerk. O canal também exibirá esses shows. A exibição do evento terá início às 20h30 no horário de Brasília.


A apresentação do festival ficará a cargo do ex-MTV Edgard Picoli, que faz parte do cast da emissora jovem global.
Lembrando que o mesmo evento rolará no Rio de Janeiro, só que antes, no dia 20 de março, na Praça da Apoteose. E para os Losermaníacos, o show do Los Hermanos terá transmissão simultânea pela internet no site do Multishow.

Após a entrevista para a BBC, a espectativa é grande pra que a turma de Tom Yorke toque novas músicas aqui no Brasil.

Jack White apresenta mais uma banda.




Jack White é incansável. Se não bastasse comandar duas bandas (White Stripes e Raconteurs), agora ele aparece com mais uma, o The Dead Weather. A banda é cheia de estrelas da música alternativa. Além de Jack na formação, a banda conta com a vocalista (do The Kills) Alison Mosshart, Jack Lawrence (que é do outro projeto do White, o já citado Raconteurs) e Dean Fertirta (do Queens Of The Stone Age).


Ontem (12), o The Dead Weather se apresentou oficialmente na gravadora do Jack White, a Third Man Records, localizada em Nashville. O show foi super VIP e contou com seletas 150 pessoas. Entre uma música e outra, Jack anunciou que o disco de estréia já pronto, se chamará Horehound e será lançado em junho. O disco (produzido pelo próprio White) terá o single "Hang You From the Heavens" que já possui clipe. O single já está disponível no iTunes.


A música é boa, um rock básico, eficiente. Mas nada muito diferente do que Jack White tenha produzido em suas outras bandas. O vídeo é esquisito. No single há também uma cover de Gary Numan como bônus, a música é "Are Friends Electric". Para ouvir a cover clique aqui.

Talvez Jack tenha problema em manter uma parceria por muito tempo ou cara gosta mesmo de unir talentos diferentes.



Veja o clipe de "Hang You From The Heavens":

Top 10: Sexta 13!


"Não passe por de baixo da escada".
"Evite gatos pretos".

"PELO AMOR DE DEUS não quebre um espelho hoje!"


Você já deve ter ouvido essas frases acima desde que nasceu. Uma sexta-feira 13 poderia ser um dia qualquer se na nossa cultura não fosse o dia oficial do agouro, da coisa ruim. E como os mitos e lindas, os filmes de terro são tradicionais no dia de hoje. Por isso esperamos justamente hoje (é porque na sexta feira de fevereiro estava um correria que só) para estreiar um novo quadro, o Top 10. Todo mundo adora listar os mais, mais, e os menos, menos. Então vamos ao encontro de fãs de listas, e faremos apartir de agora o Top 10 Sexta-feira 13, com dicas de filmes de terror ideais para o dia de hoje. A lista cheira a nos 80, mas vocês vão entender (senão, f***). Não listo aqui os melhores filmes de terror em tempos, e tão pouco explico, em sua maioria, os efeitos de mercado de cada película. Apenas uns filminhos, bons, toscos, para acompanhar essa sexta 13.



10º Cemitério Maldito (Pet Sematary - Mary Lambert, 1989)

A adaptação do livro de Stephen King (espere, porque terão muito do cara nesse Top 10) não fez feio nas mãos da diretora Mary Lambert. O filme traz no enredo animais e pessoas que ressucitam após serem enterradas em um cemitério indígena. A estória, como qualquer uma do Stephen, te prende e surpreende. Nada como começar uma maratona de sexta-feira 13 com esse filme. Classe!

O Chamado (The Ring - Gore Verbinski, 2002)



Galera, duvido que você não levou um belo susto com a Samara, toda torta saindo de uma televisão e vindo em direção à sua tela. O Chamado, remake do japonês Ringu (infinitamente melhor que O Chamado, mas vale lembrar, não é isso que estamos jugando aqui), funcionou bem, e ainda funciona. Há muitos críticos dizendo que o remake era apenas comercial. Concordo em partes. Mas nada do que ve-lo hoje, sozinho em casa, para celebrar a sexta 13!

Drácula de Bram Stoker (Bram Stoker's Dracula - Francis Ford Copolla,
1992)

Não poderia faltar uma boa estória de vampiros nesse Top 10. O clássico enredo de Drácula de Bram Stoker teve uma ótima película no começo dos anos 1990, pelo fantástico diretor Francis Ford Copolla. O filme conta com, entre outros, Anthony Hopkins, Winona Ryder, Keanu Reeves e Tom Waits. Proteja os pescoços e
siga em frente!

[Rec] ([Rec] - Jaume Balagueró e Paco Plaza, 2007)



[Rec] é desconcertante. Parece ser real. É denso. É da Espanha e conquistou o mundo. O horror!


Encarnação do Demônio - José Mojica Marins (Zé do Caixão), 2008


Agouro, superstições, mau olhado, mandinga. Zé do caixão é o resumo da cultura da Sexta feira 13. Encarnção do Demônio é menos tosco da videografia do Zé, mas nem por isso perde aquele charme do sangue de glosélia que é tõa legal em seu filmes. Se você não ver, ele lehe rogará uma praga, pode apostar.

O Iluminado (The Shining - Stanley Kubrick, 1980)



Estamos na metade da lista, e mais uma adaptação de Stephen King. Mas não é uma filmagem qualquer. O diretor é simplesmente o gênio Stanley Kubrick. Cenas clássicas de um Jack Nicholson ensandecido. Obrigatório em qualquer estante que se prese.

A Hora do Pesadelo (A Nightmare On Elm Street - Wes Craven)



Ah, falar de sexta-feira sem um filminho do Freddy Krueger é ser cult demais! A estória de Freedy assustou criancinhas e arrastou multidões para os cinemas. Era podre, efeitos ridículos (principalmente as navalhadas no pescoço quando o sangue jorra). Mas era muito foda. O diferencial do Freedy era atacar nos sonhos, nos medos de suas vítimas. Como em uma cena antológica em que Johnny Depp dormia com uma TV e era engolido pela cama (hahahaha, mais tosco que isso impossível) Um grande personagem da década de 1980 que ainda faz muito sucesso. Resultado: remake a caminho.

Jogos Mortais (Saw - James Wan, 2004)



James Wan foi genial ao produzir um quase reality para os cinemas. Jigsaw fez suas vítimas penssarem o quanto a vida é valiosa no melhor estilo "um pé ou nada". Filmado em 18 dias com um orçamento bem abaixo dos padrões blockbuster de Hollywood, arrebatou o mundo. A simplicidade do roteiro poderia ter gerado sequências melhores. Mas nem todo sangue é ouro, e os novos produtores do Jogos Mortais sabem bem disso.


O Nevoeiro (The Mist - Frank Darabont, 2008)


Stephen King realmente é o rei do terror. A maioria das adaptações feitas apartir de seus livros foram muito convincentes. E o caso do terceira adaptação do cara aqui no top 10. O Nevoeiro, brinca com os confrontos humanos, com atores afinados numa produção ótima. Não há ali nenhum grande efeito mirabolante, a névoa, o que está escondido nela e os conflitos entre as personagens fez do Nevoeiro um dos melhores filmes de 2008. Ah, e com um final mais perturbador e agonizante de que se tem notícia!



Sexta-feira 13 (Friday the 13th - Sean S. Cunninghan)


Muitos podem me chingar. Podem falar que há muitos filmes melhores que vários dessa lista (e realmente há). Mas como falar de sexta-feira 13 sem falar das atrocidades de Jason Voorhees. O serial killer que aterrorisou os cinemas na década de 1980 ao lado de Freddy Kruger. Foi muito bem sacado colocar Freddy vs Jason no novo século. Serviu pra pautar bem o que ocorria na época de ouro desses dois personagens, há duas décadas. As histórias de Crystal Lake, deixou muita gente "arisca" para acampar com a galera. Sexta-feira 13 é tosco, é absurdo. Mas ainda assim é o melhor pro dia de hoje. Porque Jason nunca morre!

quinta-feira, 12 de março de 2009

Kanye West lança mais um ótimo clipe.


O rapper Kanye West tem feito ótimos clipes, o que ficou mais acentuado no CD Graduation, de 2007. Kanye não deixou por menos, e fez um excelente clipe para o novo single de 808's Heartbreak, a música "Welcome to Heartbreak" que conta com a particpação do rapper Kid Cudi.

O diretor Nabil, conseguiu um efeito que jamais pensaria que daria certo em um clipe. Sabe quando a internet é baixa e o vídeo fica cortando as imagens? Então, é esse o efeito do clipe. O diretor fez um trabalho ótimo, desenhando o vocalista e os takes de todo o clipe como se a internet estivesse em baixa qualidade. Fico imaginando esse cara fazendo isso na ilha de edição. Além desse efeito, até surpreendente, o vídeo é muito colorido e um tanto psicodélico, o que casou bem com a faixa. Desde já um dos melhores clipes de 2009. Deve virar tendência pop, imagine uma chamada da Globo com esse efeito (não, não imagine!).



Sem mais delongas, confira você mesmo, logo abaixo "Welcome to Heartbreak:


Novo clipe da Britney Spears.



O clipe de "If U Seek Amy" da Britney Spears já está rolando por aí. Brit está mais gata (e gostosa) do que nunca. O vídeo tem um clima bem quente, ficou à altura da faixa, uma das melhores de Circus, lançado pela cantora no ao passado. Confira o clipe abaixo.



quarta-feira, 11 de março de 2009

Segundo Novoselic, há vídeos inéditos do Nirvana.



O Nirvana acabou em 1994 com a morte trágica de Kurt Cobain, mas até o hoje os ex integrantes são sempre indagados a respeito de sobras de estúdio, faixas inéditas e afins. Gerando muita espectativa nos antigos e novos fãs do grupo de Seattle.

Em entrevista para o jornal norte-americano Seattle Post Intellingence, o ex-baixista da banda Krist Novoselic revelou que há muitos vídeos inéditos do Nirvana. Mas ainda não sabe quando esses vídeos virão à tona. Sobre faixas inéditas, Krist foi categórico: não há mais nada a ser lançado, todas as sobras, tudo que havia de inédito já foi lançado.

Na entrevista, Novoselic demonstra ainda viver assombrado pela morte de Kurt Cobain. Ele conta para o jornal que se arrepende de não ter feito mais para evitar a morte do vocalista. Disse também que alertou o cantor sobre o uso de heroína desde a primeira vez. Krist finalizou a entrevista afirmando que não tem mais desavenças com a viúva de Cobain, Courtney Love. Ele ao lado de Dave Grohl (baterista do Nirvana na formação de ouro) moveram um processo contra Courtney em 2002, após o lançamento da música inédita "You Know You're Right".

Como tudo que é relacionado ao nome Nirvana, com certeza um DVD com esses vídeos deverá ser editado para breve. Afinal, quem se cansa de faturar um doláres?



Para matar a saudade, confira o clipe de "You Know You're Right":


Oasis vem ao Brasil em maio.



A banda mais rabugenta do mundo vem ao Brasil para quatro shows. Estamos falando do Oasis, que vai tocar em quatro cidades brasileiras em maio. As datas foram confirmadas na página oficial do grupo no MySpace. Os shows acontecerão entre os dias 7 e 12 de maio.

A primeira cidade a receber os irmãos Gallagher será o Rio de Janeiro no dia 7, no Citibank Hall. Na sequência, no dia 9, será a vez de São Paulo receber a turnê que divulga o disco Dig Out Your Sold, o evento ocorrerá no Arena Anhembi. No dia 10 Curitiba receberá os músicos no Curitiba Pedreira Paulo Leminski. E por fim, no dia 12, Porto Alegre será palco do fim da turnê brasileiro, o show ocorrerá no Ginásio Gigantinho.

Os preços dos ingressos ainda não foram informados, mas a venda começa no dia 20 de março, apenas para clientes do Citibank, e no dia 27 para todo o público. Lembrando que todos os ingressos estarão disponíveis no site da impresa responsável pela comercialização das entradas, a
Ticketmaster. Portanto fãs do Oasis, comecem a se programar.


Mais detalhes no site brasileiro do Oasis, o Oasis News.


Veja o grupo em ação no Rock in Rio 3 com "Wonderwall":


terça-feira, 10 de março de 2009

Tom Morello divulga nova banda.



Tom Morello, guitarrista do Rage Against the Machine se juntou ao rapper Boots Riley para formar o projeto intitulado Street Sweeper. A gravadora que lançará o primeiro disco da banda será a Roadrunner Records. Vale lembrar que Boots Riley é do grupo de hip-hop The Coup - que possui letras politizadas e polêmicas como as do RATM.

Além de se juntar a Riley, Tom Morello informou que fará uma turnê no hemisfério norte durante o verão. Mas o principal desejo de Tom é que o Street Sweeper faça os shows de abertura da turnê conjunta do Nine Inch Nails e Jane´s Adiction, segundo a gravadora.


Tom explicou em entrevista à NME, que o som do Street Sweeper é "uma mistura de riffs combinados de forma gratuita, funky e com profundidade". Já seu parceiro Riley, diz que o álbum é revolucionário e que a classe trabalhadora está sendo enganada. Afirma também que as pessoas precisam desse disco "enquanto são varridas por Wall Street", finaliza.

No site oficial do Street Sweeper é possível ouvir a música "Fight, Smash, Win!" Um vídeo da música "100 Little Curses" está em boa qualidade no YouTube. O que se pode ouvir é muito Rage Against the Machine, banda de Morello. A música que está no vídeo abaixo tem um feeling de massa enorme, com um refrão arrasa quarteirão. Se a banda seguir nessa linha, teremos muito boa música a caminho.



Veja "100 Littles Curses" ao vivo em Nova Iorque:



Lançamentos: Dead Fish e Yeah Yeah Yeahs


Mais um
Rápido & Rasteiro. Dessa vez com Dead Fish e Yeah Yeah Yeahs
.



Dead Fish - Contra Todos, Deckdisc | Cotação : 8,0
baixeaqui
Quando falamos de uma banda de hardcore, muita gente - os sempre cults, sempre torcem o nariz. Mas quando uma banda com o histórcio do Dead Fish ainda continua na ativa, não há cult que segure. Porque, apenas acelerar a bateria, acelerar as guitarras e vomitar protestos que no contexto são incoerentes não valem uma boa audição Não é o que acontece em Contra Todos. O discurso dos capixabas sempre foi coeso, mas desde que a banda conseguiu sair do underground com o bom Zero e Um de 2004 e conseguiu êxito na MTV e nas rádios, os fãs xiitas seguem denigrindo os trabalhos posteriores dos Fish. Mas para o desepero dos mesmos, o novo disco é puro hardcore, como boas letras que questionam não só as falácias humanas, mas também os detratores da banda. Como na ótima faixa-título em que Rodrigo canta "somos nós contra todos". Que na verdade é mais um desabafo por muitos os incluirem no baleio emo, do qual a banda nunca fez parte em nenhum aspecto. O primeiro single "Autonomia", tem uma ótima pegada. Na sequência, "Venceremos" tem um bom riff e muita energia. A faixa "Asfalto" começa mais cadenciada com um bom instrumental, até explodir em hardcore. Boa letra. Outros destaques são: "Quente", "Descartáveis", "Armadilhas" e "Piadas Verbais". Pra quem tem preconceito com o hardcore do Dead Fish, só resta lamentar.


Yeah Yeah Yeahs - It's Blitz | Cotação: 8,0
baixeaqui
Depois de ouvir dois discos sujos e barulhentos do Yeah Yeah Yeahs (foto no início), me surpreendi com o novo It's Blitz. Logo de cara "Zero" chega com muitos synths, beats e vocais sussurrados. Nunca ouvi Karen O tão sensual no microfone. Onde foi parar toda a sujeira do passado? "Zero" é hit até não querer mais. Na sequência o clima continua em "Heads Will Roll". Muitos fãs e críticas devem estar descendo a lenha no grupo de Karen. Mas qual o mal em ser pop? Mesmo com toda aquela sujeira nos discos anteriores, o pop estava lá. Mas as guitarras nos enganavam. O clima continua ótimo na boa "Soft Shock" que ainda traz, mesmo que de leve, algo do passado recente da banda. Com essa trinca de hits só se pode esperar coisa boas na sequencia e é o que acontece. Outros bons momentos são "Dull Life", o groove de "Dragon Queen" e "Hysteric". E a pergunta no meio do texto, que indagava se é negativo ser pop, tem uma resposta clara após a audição de It's Blitz. O Yeah Yeah Yeahs pop, é até interessante. Dar um passo à frente, muitas vezes é a atitude certa. A ousadia da banda e ainda mais impressionante nos vocais de Karen O, já valem o disco.

Lançamentos: Rosa de Saron e Paralamas


Hoje começa uma nova coluna aqui no blog, Rápido & Rasteiro. O objetivo é analisar os lançamentos de forma rápida e precisa.


Rosa de Saron - Acústico/Ao Vivo, Som Livre | Cotação: 5,0
baixeaqui

Hoje o mercado fonográfico relegioso segue como o mais forte do país. Mesmo em tempos de internet e crise, CD's de padres e grupos com temática cristã ainda consegue vender meio milhão de discos ou até mais. De olho nesse mercado, a gravadora Som Livre tem apostado em vários artistas do gênero. Com muita vontade de fisgar o público jovem das igrejas, o selo Global coloca na praça o CD/DVD Rosa de Saron - Acústico Ao Vivo. Com um visual beirando ao clichê (emo) o grupo tem várias faixas que podem alcançar as FMs comerciais. Uma delas, que já segue como hit certeiro é a balada "Sem Você". Sem nenhuma menção explícita de Deus, a música deve embalar os romances pueris. No meio de tanta exautação e uma boa produção, o disco já desponta como um campeão de venda. Mas ainda falta aquela indentidade que grupos do gênero como o Oficina G3 conseguiram. Neste disco, o Rosa de Saron parece só querer conquistar as rádios e não diz se é ou não gospel, quem fica em cima do muro, pode acabar perdendo os dois lados. Compre se estiver barato.


Os Paralamas do Sucesso - Brasil Afora, EMI | Cotação: 6,5
baixeaqui

Os brasilienses do Paralamas do Sucesso, tem uma história tão incrível, que fica até difícil questionar os caminhos que a banda decide trilhar. Após o acidente com o vocalista Hebert Vianna, que se recuperou espetacularmente, a banda assumiu uma postura mais áspera em suas letras e o lado mais rocker. Deixando de lado os ritmos "calientes" que tanto lhe deram sucessos no passado. Em Brasil Afora, a banda tenta resgatar o clima ensolarado de outrora, como músicas com cara de verão. Para isso, foram até Salvador produzir o álbum, nos estúdios de Carlinhos Brown. Só que aqui, falta um pouco de fôlego e hits diretos. Brasil Afora tem várias músicas que podem se tornar quase hits. Como o primeiro single "A Lhe Esperar". Fácil e pop, o single emplaca, mas fica faltando alguma coisa. Outros destaque são "Sem Mais Adeus", "Quanto Ao Tempo" e a roqueira faixa - título. No fim das 11 faixas fica aquela sensação amarga de saber que esse será um disco perdido na carreira brilhante dos Paralamas. Uma banda que nos presenteia com "Lanterna dos Afogados" sempre nos deixam na espectativa de um bom novo trabalho. Em Brasil Afora, a espectativa é, apenas, de que o próximo álbum venha logo.


segunda-feira, 9 de março de 2009

Quinto ano de Lost estreia hoje no Brasil.



Uma das séries mais brilhantes e surpreendentes do últimos anos voltará hoje (9) à televisão fechada brasileira. Estamos falando de Lost, que estreia hoje sua quinta e penúltima temporada pelo canal fechado AXN às 21hs. A temporada que já está no oitavo episódio nos Estados Unidos, terá uma primeira noite especial. Assim como aconteceu na gringa, a AXN irá exibir dois episódios na sequência.

Neste ano, Jack (Matthew Fox) e Locke (Terry O'Quinn) terão uma difícil missão logo de cara: trazer os Oceanic 6 de volta à ilha. E ainda Ben Linus (Michael Emerson) auxiliando. Se você vai acompanhar a série pela TV, pode parar de ler por aqui. Spoilers vão rolar.

Após Ben mover a ilha e a saída de Jack, Kate (Evangeline Lilly), Sayid (Naveen Andrews), Hurley (Jorge Garcia), Aaron e Sun (Yujin Kim), vem acontecendo diversos loops, que até o momento, tem levado os que ficaram ao passado. Os loops, além de os fazerem viajar pelo tempo, causam dor de cabeça e sangramanto nasal. Tudo isso é atribuído a saída dos demais da ilha. E logo a frase final de Jack e o Locke que aparece morto no último episódio da quarta temporada faz todo o sentido: "We have to go back" (ou em bom português: "nós temos que voltar") berrava Jack todo junkie para Kate. Apesar de ser uma série cheia de perguntas até aqui, nessa segunda, o novo ano dos losties começa a responder muitas interrogações. Talvez porque o último ano da série se aproxima.

Mesmo com muitos críticos - até pessoas que já foram Lost Maníacos, a série segue fascinante em seu penúltimo ano. Não só porque esse será o ano que abrirá caminho pra temporada derradeira, mas porque entre altos e baixos, Lost segue numa média boa. Então até 2010, o ano definitivo - que já está próximo, muitas coisas ainda vão acontecer e será impossível deixar de acompanhar a série criada por J.J. Abrams.


Veja a promo da 5ª Temporada de Lost:



sexta-feira, 6 de março de 2009

Novo álbum de Caetano Veloso sai em abril.




O novo disco do cantor Caetano Veloso, intitulado Zii e Zie, deve ser lançado no começo de abril. As informações são da gravadora Universal Music, responsável pelos lançamentos do cantor. O disco já está pronto e só aguardam uma reunião pra definir alguns detalhes da divulgação do disco, que deve ocorrer na próxima semana. Segundo a empresária de Caetano Veloso, Paula Lavigne, o disco deve ser lançado no Studio SP em março.

O último trabalho de inéditas de Caetano foi o ótimo
, de 2006. O disco muito foi bem elogiado, trazia uma sonoridade rock e repleto de polêmicas por conter letras um tanto picantes sobre sexualidade.

Eminem lançará dois álbuns nesse ano.



O rapper Eminem, vai lançar seu novo álbum Relapse, no dia 19 de maio. A informação foi dada pela Interscope Records, gravadora responsável pelos lançamentos do rapper, que está sem lançar álbum de inéditas há quatro anos. O disco foi produzido pelo parceiro de longa data do cantor, o Dr. Dre. Outra informação curiosa é que Eminem já trabalha no sucessor do novo disco, que será intitulado Relapse 2, com lançamento previsto para o segundo semestre.

Em fevereiro, o rapper lançou a faixa "Crack A Bottle" com parceria de 50 Cent e Dr. Dre, e bateu recorde de vendas no iTunes. A música foi comprada por quase meio milhão de pessoas logo na primeira semana on-line. Mesmo com o sucesso do que seria o primeiro single, "Crack A Bottle" ficará de fora do Relapse. A faixa será incluída no próximo disco do 50 Cent (ao lado de Eminem na foto acima), Before I Self Destruct, que também sairá em maio.



Escute "Crack A Bottle":

Final de Prison Break está próximo.



Muito tem se falado sobre a série norte-americana Prison Break, desde que a Globo começou a transmiti - la em janeiro desse ano. O sucesso atingido tem gerado grande procura por notícias a respeito da saga de Michael Scofield, vivido pelo ator Wentworth Miller. O público está alheio há muitas coisas sobre Prison Break. A série começou a ser exibida nos Estados Unidos pela Fox em meados de 2005 e se encontra em pausa da quarta e última temporada. Se você ainda está no início da segunda temporada, não continue, o texto está repleto de spoliers.

Sim, Prison Break irá acabar este ano. O produtor Zack Estrin confirmou no começo do ano o fim da série, o que já era esperado por muitos fãs de Prison. Segundo Zack, todas as histórias possíveis de Michael e Lincoln já foram contadas. Estrin também reiterou que é hora de parar para dar a série um fim digno. Mas o grande motivo do fim de Prison Break é a baixa audiência do seriado. Que vem descendo ladeira desde a 3ª e mais fraca temporada. Mesmo assim, os produtores garantiram 22 episódios para encerrar quase todas as histórias pendentes na série. Quase? É, porque segundo Zack Estrin no final do 22º episódio uma grande questão ficará em aberto, pra ser resolvida em um episódio posterior de duas horas de duração. Criando ainda mais espectativas nos viciados em Prison Break.

No momento, os atores estão gravando os momentos finais. Enquanto isso a série segue em pausa, o que já é tradicional nas séries norte-americanas. O episódio 16 foi exibido no fim do ano passado e deixou um belo gancho para o próximo: a mãe de Linc e Michael está vivo e de posse de Scylla. Pra quem acompanha a série via rmvb, vai esperar ainda mais pra ver o final de uma das histórias, que no geral, é uma das mais coesas da TV. A volta de Prison Break com o 17º episódio, acontecerá no dia 17 de abril, uma sexta-feira. A espectativa é grande pra ver o desfecho de Sylla e da Companhia, e também, um final feliz entre Michael e a doutora Sara Tancredi (Sarah Waynne Callies), que se apaixonaram na primeira temporada na prisão de Fox River. Recentemente, os atores que interpretam o único casal da série revelaram em entrevistas, que o final será devastador para um dos lados. Será a morte de Michael? Um final ruim para o casal? Essas e muitas outras respostas começarão ser esclarecidas apartir de 17 de abril.

2ª Temporada de Prison Break estreia hoje na Globo




A Rede Globo gostou do desempenho da 1ª temporada de Prison Break, até então inédita da televisão aberta. O plano de Michael para tirar o irmão Lincoln da cadeia, acusado injustamente de assassinato e levado ao corredor da morte, conquistou os telespectadores. Levada ao ar logo após o Jornal da Globo, tem mantido uma média de 8 a 9 pontos, números bastante expressivos para o horário. Esperta que é, já estreia a 2ª temporada hoje (6), com o episódio "Caçada Humana".

No segundo ano de Prison Break, Michael Scofield (Wentworth Miller), seu irmão Lincoln Burrows (Dominic Purcell), e vários detentos que de uma forma ou de outra entraram no plano de fuga, já estão fora da prisão e precisam correr contra o tempo para sair dos Estados Unidos em direção ao México. Além de precisarem fugir, estão em busca de 5 milhões de dólares roubados por Charles 'D. B. Cooper' Westmoreland (Muse Watson). Antes de morrer no final da primeira temporada, Westmoreland revelou a Michael que o dinheiro está escondido em um rancho de Utah. Mas desta vez os irmãos terão problemas, pois o eficiente agente especial do FBI Alexander Mahone (William Fichtner), está na cola dos fugitivos e começa a decifrar menuciosamente os planos de Scofield. Muita ação e reviravoltas impressionantes marcam os 22 capítulos do segundo ano da série.


Então hoje, após o Jornal da Globo, não deixe de acompanhar a segunda temporada da ótima série Prison Break.
Quem quiser saber mais informações, visitem o fan-site brasileiro Prison Break Mania, o mais completo sobre a série no Brasil.



Veja o trailer da segunda temporada de Prison Break:

quarta-feira, 4 de março de 2009

Lançamento: Prodigy - Invaders Must Die



Há 12 anos, mas precisamente em 1997, poderiamos pefeitamente sintonizar em qualer FM furreca e escutar duas músicas: "Breathe" e "Firestarter". As músicas reuniam insanidade e energia.Batidas eletro alucinadas, guitarras ácidas e vocais insadecidos. Esso era
The Prodigy, que arrebatou o mundo no final da década de 1990 com o excelente "Fat of the Land". Ao todo o disco vendeu mais de 10 milhões de cópias em todo o mundo e lotou estádio. Desde então, o grupo lançou o fraco Always Outnumbered, Never Out Gunned, em 2004, que da formação de ouro da banda, só contou com Liam Howllet. O álbum, apesar de bem recebido pela crítica e pelos fãs teve um desempenho tímido.


Depois de tantos anos, a espera pelo novo disco era grande. Afinal o grupo não produziu nada durante longos cinco anos.

Ouvindo
Invaders Must Die, sem muitas perspectivas, de cara pode se afirmar uma coisa: o Prodigy acordou de um tenebroso inverno.
A faixa-título que abre o disco, "Invaders Must Die", não poderia começar melhor: devagar até o vocalista entregar "We Are The Prodigy" e então a música explode em guitarras e sintetizadores. A energia e insanidade parecem estar de volta e muito bem. Séria candidata a single. Com um começo desses, só podemos esperar que o disco vá melhorando, e é o que acontece. Na sequencia, "Omen", o primeiro single deve virar hit fácil. Bons vocais e ótimas batidas. Ganhou um clipe frenético e com um pouco de polêmica, algo até previsível em se tratando de Prodigy. Em "Thunder" a turma do alucinado Keith Flint se rende às batidas do hip hop, mas nunca deixando de lado a mistura elterorock. Mantendo a temperatura de Invaders alta. Com um bom começo, continuamos nos surprendendo com a mistura tecno rock muito bem dosada em "Colours", mais uma que deverá ser single. Na sequencia, a urgência da ótima "Take Me to the Hospital" vai manter a temperatura das pistas e das rádios no talo, hit certeiro. Assim o disco segue alto, até chegar em uma das melhores faixas do álbum, a "Run With The Wolves". Com a participação do Foo Fighter Dave Ghrol nas baquetas, a música tem uma pegada forte e boas guitarras. Um clipe pirotécnio com a partipação do Ghrol não seria nada mal. "Words On Fire", como já indica, coloca mais fogo ainda na invasão do Prodigy, mas de forma cadenciada. Já quase no fim, "Piranha" deve ser a mais rápida do disco, o eletro punk tradicional da banda, sem deixar de lado os elementos da nova música eletrônica. Nesse momento esperamos uma faixa frenética para colocara a cereja que falta pro novo bolo do Prodigy. Mas não é isso o que acontece. O disco se encerra de forma apoteótica com a psicodélica "Stand Up" Com samplers de instrumentos de metais, a música faz uma referência forte ao DJ Fatboy Slim. Nesse momento, sentir vontade de ouvir o disco novamente é compreensível.

Com 11 faixas muito bem produzidas, é possível concluir que o Prodigy voltou a fazer o que sempre soube: incendiar as pistas com seu eletro rock. Com a formação que fez sucesso em 1997 o disco traz faixas mais candenciadas, o que pode deixar alguns fãs mais saudosistas desemparados, esperando algo parecido com
Fat of the Land. Não há muita coisa parecida com o maior sucesso da banda, mas ainda assim Invaders Must Die é sedutor. Tanto que pela quinta vez, abocanhou o primeiro lugar dos discos mais vendidos do Reino Unido, logo na primeira semana.
Após 12 anos de um grande marco na carreira do Prodigy e os tropeços logo na sequencia (como saída de integrantes e um álbum fraco), a banda volta a ser relevante de novo, mesmo com todo o tom retrô de Invaders. Os cinco anos de calmaria serviram para o grupo produzir este ótimo disco. Se renda! Invaders Must Die não vai te deixar parado.



Prodigy - Invaders Must Die, Ragged Flag | Cotação: 9,0

baixeaqui


Leia o que já foi publicado sobre o The Prodigy.

Ouça nova música do Black Eyed Peas.




O grupo Black Eyed Peas marcou pra maio o lançamento de seu novo disco, intitulado
The E.N.D. (que significa "The Energy Never Dies" ou em bom portugûes "A Energia Nunca Morre"), mas o primeiro single, "Boom Boom Pow!", já circula na internet há semanas em versões de baixa qualidade. Como não tem como segurar a internet, a banda disponibilizou a música na íntegra em sua página oficial no MySpace. Você leitor esperto sabe que caiu na rede é peixe, e a música já corre os blogs pelo mundo.

Falando na música, ela tem uma batida forte e com elementos do funk brazuca em vários momentos. O que deixa a música esquisita é o abuso do efeito auto-tune. Muito utilizado recentemente por diversos artistas pop dos Estados Unidos como o Kanye West.
Mas nada que comprometa o sucesso que essa música irá fazer.

The E.N.D.
é muito aguardado e a espectativa é que mantenha a média de vendagens crescente da banda. O último lançamento da banda, o Monkey Business de 2005, vendeu 9 milhões de cópias. Nos últimos anos os seus principais integrantes Will.I.Am e a linda Fergie estiveram envolvidos em projetos solo. A última por exemplo conseguiu muito sucesso vendendo 7,5 milhões de discos em todo o mundo, desses, quase 100 mil no Brasil.

Agora chega de enrolação e ouça aqui "Boom Boom Pow!"
baixeaqui